Poke faz sucesso por ser fresco, saudável e acessível.

 

[FOTO]

 

Uma onda que nasceu no Havaí, invadiu os Estados Unidos e, nos últimos anos, vem ganhando o paladar do brasileiro. Estamos falando do Poke, prato típico do Havaí que leva arroz, cubos de peixe cru e acompanhamentos diversos, como algas e até frutas.

 

A origem do prato está nos pescadores no Havaí, que serviam pedaços temperados de peixes como aperitivo para seus clientes. Na língua havaiana, “poke” (pronuncia-se "poquê") significa "cortar em pedaços”. O prato teve sua primeira grande onda de sucesso nos anos 1970, mas foi somente em 2012 que começou a se popularizar, na Califórnia, associado ao estilo de vida saudável e também à cultura do surf,  por ser um prato rápido, leve, saudável e capaz de matar a fome dos surfistas.

 

Ao longo de sua história, devido a sua localização geográfica, o estado americano do Havaí recebeu influências gastronômicas de diversos países, da Polinésia ao Japão, passando pela Europa e pelos próprios Estados Unidos. Por isso, muitos comparam o Poke a uma mistura do sashimi japonês ao ceviche peruano. Não é por acaso que, no Brasil, o prato ganhou o apelido de temaki na tigela.

 

No Havaí, o poke é servido de várias maneiras. Além do atum ahi - variedade de peixe abundante por lá -, itens como polvo e ovas também são comuns, assim como macadâmia torrada, algas, arroz temperado e complementos como pimentas frescas, abacate ou abacaxi. O poke é tão onipresente por lá que pode ser encontrado pronto até nas prateleiras de supermercado.

 

[FOTO]

 

Por que o poke faz sucesso?


Primeiro, porque é uma opção de comida saudável e rápida, mas ao mesmo tempo muito saborosa. Segundo, porque as diversas combinações possíveis para montar o prato fazem do Poke capaz de se adaptar a qualquer paladar.

 

[FOTO]

 

E aí, já escolheu qual vai ser o seu Poke hoje? Conheça as opções do nosso cardápio.